Facebook Ads: 9 Passos para Impulsionar suas Vendas e Diminuir seus Custos

Tempo de leitura: 11 minutos

Gerar ótimos resultados por um baixo custo no Facebook costuma ser bastante difícil. Imagine atrair milhares de clientes para o seu site e aumentar a receita do seu negócio criando uma campanha com baixo custo? É para isso que escrevi este artigo. 😉

Existem ao todo 9 fatores que impactam o custo por conversão ao anunciar no Facebook. E hoje, no meu primeiro post deste novo projeto, irei apresentar para você quais são, buscando te ajudar a conseguir criar campanhas campeãs, alcançar seus objetivos e gerar muitos leads (oportunidades de negócio) e vendas para o seu negócio. 😁

Muitas vezes, publicitários que estão começando a trabalhar com mídia digital, especialistas em marketing ou donos de pequenos negócios, costumam se desapontar com os primeiros resultados das suas campanhas. A verdade é que simplesmente publicar os anúncios e esperar não é o suficiente para já começar a vender. Isso se da ao fato de que eles não desempenham sozinhos e é justamente por isso que a mídia do Facebook se torna uma ferramenta incrível para ajudar as marcas a levarem suas mensagens para a sua audiência.

Já recebi algumas mensagens de anunciantes perguntando “Por quê a minha campanha não me gera vendas ou audiência para o meu negócio?”. Para responder essa pergunta, acabo erguendo meus ombros e digo: “Olha… existe uma longa lista de motivos pelo qual sua campanha pode não está desempenhando bem“.

Para te ajudar a entender o que você deve saber para levar a sua campanha ao sucesso, escrevi este post que vai responder esta pergunta. Aqui você vai entender os 9 principais critérios para realizar um teste A/B para ter resultados lendários por um baixo custo de conversão.

1. Produto

Vamos ser sinceros, antes de mais nada precisamos realizar uma análise crítica do produto. Dependendo de qual for, você até poderá criar uma campanha perfeita, com um anúncio composto por uma imagem muito atraente, a melhor chamada e uma landing page muito moderna. Porém, nada disso importa se o produto for ruim.

Relevância do Produto em uma Campanha de Facebook Ads

Não é uma campanha perfeita que vai corrigir um produto que não é interessante. Esse ponto é esquecido frequentemente quando buscamos uma justificativa para entender os resultados abaixo da nossa expectativa. É muito comum o dono ou o responsável pelo marketing recusar que talvez, – apenas talvez – seu produto não é tão interessante assim.

2. Audiência

O produto deve ser o mais importante, mas a audiência também está muito perto disso. Você pode anunciar uma campanha perfeita para um produto perfeito, mas isso pode não converter a não ser que esteja direcionando para o público certo.

Entenda que existe uma grande audiência em diversos estágios do seu funil de vendas. Você não pode atingir todos eles insistindo diretamente na venda.

pessoa-lendo-seu-anúncio

Vamos dividir a audiência em três grupos:

Pessoas que Não Conhecem sua Marca mas Possuem Interesses Relevantes

Quando você direciona sua campanha para esse grupo, a maioria poderá ignorar seu anúncio.  Eles ainda não sabem nada a respeito da sua marca e do seu produto para acreditar em ti. Alguns até vão ter interesse e destes uma pequena porcentagem vai comprar de ti.

Você precisa entender que destes que possuem interesses em comum com o seu produto e que não estão ainda aptos a comprar, possuem valor. Atinja eles com a mensagem correta, ou seja, busque entender quais são os seus medos e sonhos para poder abordá-los com um conteúdo que seja de interesse deles, alguma solução para algum problema, alguma dica para melhorar o seu dia-a-dia, etc. 😄

Pessoas que Conhecem sua Marca mas Ainda Não Comprou de Você

Este é um grupo importante de pessoas que visitaram o seu website (remarketing), curtiram a sua página no Facebook ou estão na sua lista de e-mail. Eles já sabem possuem alguma opinião formada sobre você – espero que positiva.

Como resultado, um grande percentual deste grupo está interessado na sua marca e disposto para ouvir o que você tem a dizer.

Lembre-se, você precisa entender que muitos ainda não estão prontos. Eles precisam ser nutridos com informações relevantes da sua marca e é exatamente aqui que surge a oportunidade de você demonstrar que possui algum valor para esse público-alvo.

Pessoas que Já compraram de Você Anteriormente

Este é o menor e mais valioso grupo de pessoas. Eles sabem quem você é e já compraram de ti. Como resultado, eles possuem uma forte opinião sobre sua marca e sobre seus produtos.

Um grande percentual deste grupo – se eles tiveram uma experiência positiva com o seu produto – possui algum interesse sobre o que você anuncia. Leve a mensagem para os que conhecer o seu produto. Você vai alavancar o negócio.

É importante impactar cada grupo de pessoas com uma mensagem diferente. A abordagem não pode ser igual.

3. Chamada

Algumas vezes a chamada longa melhor funciona. Algumas vezes a chamada curta melhor funciona. Não existe uma lei universal de certo ou errado aqui, mas saiba que isso impacta na performance da sua campanha.

chamada-copywrite

Sua audiência também deve determinar a chamada. Será que ela deve ser mais coloquial ou profissional? Formal ou informal?

Se sua chamada possui erros de português ou de digitação, não espere que ela vá performar. Claro, aqui sua audiência realmente importa, mas isso vai sempre resultar em uma impressão negativa.

Pequenas coisas como CHAMADAS EM CAIXA ALTA ou Escrever as Iniciais com a Letra Maiúscula podem impactar a performance. Se você simplesmente escrever sem usar Caixa Alta, provavelmente terá uma performance negativa, mas isso não é garantido.

E por último, sua chamada deve ser convincente a ponto de a ação da audiência resulte no seu objetivo, mesmo sendo uma abordagem forte ou fraca para vendas. Isso quer dizer, usar call to actions. Seu dever é fazer com que o usuário clique e converta.

Quando for criar a chamada, você terá que realizar um teste A/B para encontrar o que funciona melhor para a sua audiência.

4. Imagem

Existem alguns fatores importantes para escolher a imagem que vai entregar resultados de alta performance. A qualidade da imagem é importante. Ela é legível? Fácil de ler? Faz algum sentido? Ela realmente vai atrair a atenção do usuário?

imagem-atrativa

No meio disso tudo, existem alguns critérios para escolher a imagem ideal. Será que é mais apropriado usar o rosto de uma ou de várias pessoas? Devo escolher um benefício do produto ou o logotipo? Devo usar uma foto profissional, comum ou de banco de imagem? Devo usar cores com alto contraste e bordas pesadas ou de repente algo mais leve e suave?

Eu tenho minhas preferências pessoais, mas são coisas que devem ser testadas e mensuradas para melhor entender os resultados.

5. Tipo de Postagem

Se você estiver anunciando campanhas com o objetivo de conversão, vou recomendar, na maioria das vezes, que você utilize a opção de link compartilhado. Qualquer clique na descrição ou na imagem vai direcionar o usuário para a landing page, que é o que você deseja.

tipo-postagem

Claro, alguns especialistas em marketing digital vão anunciar através do compartilhamento de fotos no Facebook, aquele que abre a foto quando a pessoa clica, para que a pessoa vá para o site clicando no link que existe na descrição. Se você analisar, com alguma frequência, as campanhas alcançam resultados de sucesso por causa do engajamento do público com a ação, mas nem sempre é o caso. Para produtos muito visuais (como no segmento da moda), testar o compartilhamento de fotos pode ser uma boa.

Outro teste que pode ser feito, é o compartilhamento de vídeos. Se existir um botão de call-to-action apropriado para a sua companha, poderá entregar resultados muito bons.

6. Landing Page

Você fez tudo perfeito até aqui. Produto incrível, ótimo anúncio. Porém se sua landing page não for bem trabalhada, esqueça tudo isso.

Landing Page

Sua landing page pode ser o problema em muitos casos, como:

  1. Ela não segue o que o seu anúncio promete
  2. Está muito poluída pelo excesso de conteúdo ou então pouco descreve a oferta
  3. Insiste demais na venda ou pouco oferece o produto.
  4. Está confusa para entender a oferta
  5. Não aparenta ser profissional
  6. Não existe uma chamada para ação clara
  7. Não está otimizada para mobiles
  8. A conversão é difícil e existe muitas etapas
  9. O design e o layout não são otimizados
  10. Ela deixa o usuário com muitas duvidas

Anunciantes que criam campanhas perfeitas e que não dão resultados, frequentemente queimam o Facebook. Isso porque não existe uma análise frequente da landing page.

7. Prova Social

Se outra pessoa – alguém que você conhece – gosta de algo, provavelmente você poderá gostar também. Por outro lado, dificilmente você comprará algo recebendo respostas negativas.

prova-social

A prova social pode ser apresentada de várias formas, mas uma que é bastante visível são os comentários nos anúncios.

  • Sem comentários: Neutro, mas diversas questões não respondidas.
  • Comentários Positivos: Poderá gerar mais conversões.
  • Comentários negativos: Poderá gerar menos conversões.

Os comentários são facilmente esquecidos porque são difíceis de serem gerenciados. Mas se você anunciar vários conjunto de anúncios para o mesmo anúncio, será fácil para gerenciar e consolidar os comentários. Essa ação poderá trazer um retorno muito positivo para o seu anúncio.

8. Otimização

Se suas campanhas estão voltadas para a conversão, muitas vezes vou te recomendar para usar a função “Otimização para Conversão”. Mas esse é um ponto inicial e como em praticamente tudo no Facebook, não é uma lei universal.

Quando você otimiza para a ação, o Facebook precisa de um histórico razoável para conseguir fazer funcionar. Isso é necessário para que ele possam analisar quem são as pessoas que já converteram e o que elas possuem em comum, para poder encontrar outros como elas.

Quando sua campanha conseguir alcançar ao menos 50 conversões por dia, talvez seja o momento de acionar essa opção para conseguir ampliar os resultados. Novamente eu alerto, essa não é uma lei universal. Eu até já consegui melhorar meus resultados ativando essa opção, mesmo não alcançando as 50 conversões diários. Isso deve ser avaliado e pode ser testado.

Ativar essa função normalmente vai gerar mais conversões para o negócio, desde que o Facebook mostre o seu anúncio para pessoas que realmente converteriam em sua campanha.

9. Local dos Anúncios

formatos-anuncios

Muitos anunciantes possuem medo da barra lateral da timeline. Eles afirmam que não funcionam, isso porque resulta um CTR muito baixo, o que aparenta significar um custo maior pelo clique. Talvez a sidebar não funcione para você ou para o seu produto, mas tenha certeza disso. Teste e mensure corretamente os resultados dos anúncios para tomar essa determinação.

A verdade é que isso pode variar. A performance da localização dos anúncios é influenciada por muitos fatores, mas possivelmente o mais importante é o leilão, ou seja, a concorrência. Se muitos estiverem anunciando ali, aí sim seu custo será maior. Caso contrário, você poderá ter ótimos resultados com custos menores.

Sua Vez

Quais outros fatores impactam no custo pela conversão nos anúncios do Facebook? Você aplica as técnicas que eu citei acima? Teria exemplos para citar?

Comente abaixo para que possamos saber! 😁

 

Sobre Guilherme Laschuk

Guilherme Laschuk

Especialista em Marketing Digital que gerou 1.432 leads em 58 dias, resultando em uma receita de R$3.599.976,00 no segmento imobiliário.

1 Comentário


  1. Laschuk,
    Ótimas dicas. Trabalho com inbound marketing e pude perceber que tens total domínio do assunto.
    Desejo muita inspiração para que possa continuar semeando conteúdo de qualidade para todos os interessados.

    Abraço,

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *